Início / Glossário

Glossário

Pré-secagem
Processo em que a forragem é deixada no campo para perder água, geralmente em leiras, para elevar o nível de matéria seca da cultura, antes de ser picada e ensilada.
Processadores de grãos e partículas longas (automotrizes)
Dispositivo que processa a porção fibrosa da planta em tamanhos mais longos do que um processador convencional, aumentando o teor de fibra fisicamente efetiva.
Proteína solúvel
Produzida pela quebra de proteínas em aminoácidos, peptídeos, etc. Níveis elevados de proteína solúvel é um indicativo de degradação excessiva de proteína, também podem ser acompanhados por altos níveis de amônia e outros indicadores de uma fermentação indesejável (aminas biogênicas, ácido butírico, entre outros).
Silagem
A cultura depois de ter sido ensilada e de passar por um processo de fermentação (por exemplo, silagem de milho, sorgo, capim, cana-de-açúcar e alfafa).
Silagem consorciada
Combinação do cultivo de duas ou mais forrageiras na mesma estação ano (milheto e capim, sorgo e capim, trevo e azevem) destinadas ao processo de ensilagem.
Silagem de cereais
Esta silagem é produzida de cereais colhidos antes do amadurecimento total do grão. Nesse estágio a planta é colhida juntamente com seus grãos e talos (haste e folha) e armazenados em condições anaeróbias como alimento volumoso.
Silagem de grãos de cereais
O esmagamento de grãos é um sistema desenvolvido na Finlândia que permite que os agricultores colham, processem, armazenem e preservem o valor nutritivo de grãos cereais energéticos ou proteicos cultivados localmente para uso posterior na dieta dos animais.
Silagem em fardos
Silagem armazenada em fardos, as vezes chamado de pré-secado ou "bolas".
Tamanho médio de partícula (TMP)
Tanto em automotrizes como em colhedoras convencionais, há configurações que permitem ao operador definir o tamanho médio da partícula (TMP). É recomendado que a distribuição das partículas alcançada seja sempre verificada no momento da colheita.
Taxa de retirada
A taxa de retirada da silagem, geralmente expressa em centímetros/dia, em que o painel do silo é removido. Na prática, o avanço do painel do silo deve ocorrer em taxas que minimizem o contato da silagem com o ar.
UFC (Unidade Formadora de Colônia)
Os microrganismos são contados após serem diluídos, plaqueados e incubados em temperatura ideal para seu crescimento. Após esse etapa, nas placas são contabilizadas o número de colônias presentes na mesma. Cada colônia pode ter se formado a partir de uma célula e multiplicando-se o número de colonias  pela diluição usada, tem-se a ideia da contagem deste microrganismo em UFC/grama.
Valor relativo do alimento (VRA) e qualidade relativa do alimento (QRA)
O valor relativo do alimento (VRA) foi baseado no conceito de consumo de matéria seca digestível em relação a uma forragem padrão. O VRA tem sido amplamente utilizado para classificar forragem para venda, estoque, destinar para grupos específicos de animais e definir o momento da colheita. O VRA assume que a fibra em detergente ácido (FDA) tem uma relação constante com a digestibilidade, uma vez que esta é calculada a partir do FDA. Entretanto, existe uma variação considerável na digestibilidade da matéria seca em relação ao teor de FDA. Diante disso, a qualidade relativa do alimento (QRA) foi desenvolvida para incluir esta variação.